Falamos todos a mesma língua?

Ontem, tomei o mata-bicho, meti-me num machimbombo e fui ver o Tejo.  Precisava de sozinhar-me, como diria o escritor Mia Couto. Não levei comigo nem a minha garina.  Na minha pasta, tinha um pacote de mancarras (adoro alcagoitas!) e um suco de manga para o meu café da tarde, embora faltasse café, pois todos osContinuar lendo “Falamos todos a mesma língua?”

Publicidade