As várias faces do verbo TOMAR

Lembram-se do nosso post sobre os verbos Beber ou tomar água? Hoje iremos aprofundar alguns aspectos do verbo tomar, que além de ser usado com sentido de beber, como vimos, pode assumir também significados diferentes e bem amplos. Prestem atenção nos exemplos: 1) Tomou a criança pelas mãos e atravessou a rua. (tomar = agarrar, segurar,Continuar lendo “As várias faces do verbo TOMAR”

Sobre a Língua Portuguesa

Por que é importante conhecer bem a língua portuguesa? Conhecer bem a NOSSA LÍNGUA é um passo essencial para ampliarmos nossos horizontes. Através desse conhecimento, podemos: a) nos expressar melhor e ampliar as chances de conquistarmos atenção e respeito dos interlocutores; b) ler e compreender plenamente diferentes tipos de texto, mesmo os mais complexos; c)Continuar lendo “Sobre a Língua Portuguesa”

A vaca foi para o brejo

Oi, pessoal! Vocês conhecem expressão brasileira “a vaca foi para o brejo”? O brejo é um terreno alagadiço, lodoso, também denominado pântano. Em tempos difíceis e de seca, o gado vai em direção a brejos ou terrenos alagadiços, pantanosos, à procura de água. Quando uma vaca vai para o brejo, acaba dando muito trabalho para serContinuar lendo “A vaca foi para o brejo”

MAS e MAIS: quando usá-los?

Olá, pessoal! Uma das dúvidas mais comuns da língua portuguesa (falada no Brasil) relaciona-se ao uso de “mas” e “mais“, que pertencem a classes gramaticais diferentes: mas é uma conjunção adversativa, que nos dá ideia de oposição, e pode ser substituída por “contudo”, “todavia”, “entretanto”, etc.; mais é um advérbio de intensidade/quantidade; oposto de menos.Continuar lendo “MAS e MAIS: quando usá-los?”

O significado das coisas – Amor platônico

O amor platônico é a forma mais romântica e sublime de amor que possa existir, pois elimina completamente o aspecto físico e sensual para se concentrar apenas na alma. Essa expressão tão conhecida nasce a partir de uma teoria de Platão. Todavia, o termo amor platonicus como sinônimo de amor sacraticus foi cunhado por Marsílio Ficino (1433 –Continuar lendo “O significado das coisas – Amor platônico”

Sobre o porque e outros porquês

Olá, pessoal! Se entender o uso dos “porquês” é uma problema para os falantes de língua portuguesa, imaginem com será para os estrangeiros que a estão estudando! O uso dos “porquês” sempre foi um assunto muito complexo, pois suscita sempre muitas dúvidas na hora de usá-los. O que tenho visto por aí, sobre tudo nas redesContinuar lendo “Sobre o porque e outros porquês”