As várias faces do verbo TOMAR

Lembram-se do nosso post sobre os verbos Beber ou tomar água? Hoje iremos aprofundar alguns aspectos do verbo tomar, que além de ser usado com sentido de beber, como vimos, pode assumir também significados diferentes e bem amplos. Prestem atenção nos exemplos: 1) Tomou a criança pelas mãos e atravessou a rua. (tomar = agarrar, segurar,Continuar lendo “As várias faces do verbo TOMAR”

Obrigado ou obrigada?

Olá, pessoal! Em geral, as pessoas fazem um pouco de confusão quando devem utilizar a fórmula de agradecimento “obrigado” ou “obrigada”. Na língua portuguesa, as duas são consideradas corretas e variam somente de acordo com o gênero (masculino ou feminino): se for mulher, irá dizer “obrigada”, se for homem, “obrigado”. Ana diz: muito obrigada porContinuar lendo “Obrigado ou obrigada?”

Sobre a Língua Portuguesa

Por que é importante conhecer bem a língua portuguesa? Conhecer bem a NOSSA LÍNGUA é um passo essencial para ampliarmos nossos horizontes. Através desse conhecimento, podemos: a) nos expressar melhor e ampliar as chances de conquistarmos atenção e respeito dos interlocutores; b) ler e compreender plenamente diferentes tipos de texto, mesmo os mais complexos; c)Continuar lendo “Sobre a Língua Portuguesa”

Beber ou tomar água?

Olá, pessoal! Qual estudante estrangeiro de língua portuguesa nunca teve dúvidas em relação aos verbos tomar e beber quando significam ingerir líquidos? A minha experiência como professora de português diz que quase todos tropeçaram ou irão tropeçar um dia. A lista de significados do verbo tomar, em qualquer dicionário, é imensa, uma vez que podemosContinuar lendo “Beber ou tomar água?”

A concordância do verbo FAZER

Bom dia, pessoal! Quem é que pelo menos uma vez na vida não teve dúvidas em relação à concordância do verbo FAZER quando indica tempo transcorrido? “Faz cinco anos que não nos vemos” ou “fazem cinco anos que não nos vemos”? Qual seria a forma correta? É simples! O verbo FAZER torna-se IMPESSOAL quando indicaContinuar lendo “A concordância do verbo FAZER”

“Através de” ou “por meio de”?

Oi, pessoal! Quem é que já não ficou em dúvida na hora de usar as locuções “através de” ou “por meio de”? Pode parecer difícil, mas não é, por isso prestem atenção na explicação e nos exemplos. 1) através de – o vocábulo através é classificado como advérbio e significa  “de lado, de través, transversalmente, de atravessado”:Continuar lendo ““Através de” ou “por meio de”?”

O que é sentir saudade?

Desde que comecei a estudar línguas (agora estou às voltas com o alemão!), sempre ouvi dizer que “saudade” figura entre os principais vocábulos no mundo para os quais é difícil encontrar um tradução perfeita e unívoca. De acordo com uma votação realizada por uma agência de tradução londrina, anos atrás, tal vocábulo coloca-se em 7°Continuar lendo “O que é sentir saudade?”

ONDE versus EM QUE, NA QUAL, NO QUAL

Olá, pessoal! Vamos falar um pouquinho sobre o uso do advérbio “onde” e das expressões “no/na qual e em que”? O advérbio “onde” é usado com valor circunstancial, em frases interrogativas (diretas ou indiretas): onde está o livro?; perguntou-me onde estava o  livro. É adequado a situações locativas estáticas com o significado de “em queContinuar lendo “ONDE versus EM QUE, NA QUAL, NO QUAL”

Entrega a domicílio ou em domicílio?

Quem, pelo menos uma vez na vida, já não ficou em dúvida em relação às expressões “a domicílio e em domicílio”? Qual é a forma correta? Antes de tudo, vamos refletir um pouco: os verbos dinâmicos (ir, dirigir-se, encaminhar-se, etc.) são regidos pela preposição “a” e os verbos estáticos (estar, ficar, permanecer, etc.) pela preposição “em”.Continuar lendo “Entrega a domicílio ou em domicílio?”

DE MAIS ou DEMAIS?

  Olá, pessoal! Vocês sabem qual é a diferença entre “de mais” e “demais“? Já ficaram em dúvida entre um e outro na hora de escrever? Se a resposta for sim, vocês estão no lugar certo. Logo, prestem muita atenção, a diferença é sutil, mas muito significativa do ponto de vista semântico: 1) De mais separado éContinuar lendo “DE MAIS ou DEMAIS?”