Após ou depois?

apos-e-depois

Olá, pessoal!

No nosso post de hoje, iremos estudar algumas diferenças entre o advérbio “depois” (de + latim post) e a preposição “após” (do latim ad+post), bem como entender em que contextos podem ser usados em modo distinto, como sinônimos ou, até mesmo, substituídos por outros termos. Num modo geral, ambos são usados indiscriminadamente na fala, embora convenha adotar uma padronização em situações mais formais, sobretudo na escrita, como veremos a seguir:

a) após é usado para indicar posterioridade no espaço:

A secretaria do hospital fica após o centro de pediatria.
A prefeitura fica após a escola.
O acidente aconteceu após aquela curva perigosa.

b) depois (seguido ou não da preposição “de“) é usado para indicar posterioridade no tempo:

– Por favor, tome os comprimidos depois das principais refeições.

– Podemos conversar depois?

– Depois de terminar a graduação, fará uma longa viagem pela Europa.

– Chegamos duas horas depois.

Deve-se EVITAR, porém, o uso de APÓS antes das formas nominais do verbo (infinitivo ou particípio):

- Coma somente depois de lavar as mãos.
- Qualquer medicamento perde a validade depois de aberto.

É preciso ter em mente que após é uma preposição e sua união com a preposição “a” gera redundância, por isso, é ERRADO dizer “após ao centro de pediatria“! E não devemos esquecer, também, que depois é um advérbio de tempo, razão porque é mais apropriado usá-lo come elemento que modifica o verbo: “dormirei agora e estudarei depois“, e não após.

Expressões consagradas com após:

Ano após ano; dia após dias.
Alguns casos de sinonímia e substituição

a) após/depois de (em sentido temporal):

Gosto de sentir o perfume de terra molhada após a chuva/depois da chuva.
Adormeceu, após alguns minutos/depois de alguns minutos.

b) após, atrás de, em seguida a (em sentido espacial):

Carlos sentou-se após a terceira fileira/atrás da terceira fileira/em seguida à terceira fila.

c) após/atrás de si:

Ela passou deixando após o rastro do seu perfume/atrás de si o rastro do seu seu perfume.

d) depois (de), atrás (de), detrás (de):

O teatro que vocês procuram fica depois/atrás/daquela daquela praça.

e) depois, além disso, ademais:

Nada falaria sobre sua vida privada, depois/além disso/ademais, isso não vinha ao caso.

Naturalmente, as informações contidas neste post não são exaustivas, cabendo, portanto, ao estudante consultar o dicionário ou uma boa gramática, sempre que houver dúvidas.

Até breve e bons estudos!

Claudia V. Lopes

Se gostou do post, deixe um comentário. Sugestões são sempre bem-vindas.

Publicado por Claudia Lopes

Cláudia Valéria Lopes è nata a Rio de Janeiro, Brasile. Nel 2001 si laureò in Lingue straniere (portoghese e italiano) presso l’UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. È traduttrice e insegnante di portoghese e italiano. Ha vissuto in Italia per sette anni, periodo in cui ha potuto approfondire le sue conoscenze della lingua italiana e dare continuità ai suoi studi. Ha lavorato per due anni come lettrice di lingua portoghese (norma brasiliana ed europea) presso l’Università degli Studi di Bari. Dal 2009 vive in Svizzera, dove lavora nel campo dell’e-learning, traduttrice (le sue lingue di lavoro sono: portoghese, italiano, inglese e tedesco) e insegnante di portoghese e italiano. Claudia è amministratrice e redattrice del Blog, della pagina Facebook di Affresco della Lingua Italiana e del canale Youtube.

2 comentários em “Após ou depois?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: