O verbo “estar”

verbo estar

Olá, pessoal! O nosso post de hoje trata exclusivamente do verbo ESTAR. Há algum tempo, publiquei um post sobre o verbo SER. Na língua portuguesa -diferentemente de outras línguas neolatinas ou pertencentes a outras famílias linguísticas – existe uma diferença muito significativa entre os verbos ser e estar. Não foram poucas as vezes que os meus alunos tiveram dificuldade para entender a diferença entre um e outro, sobretudo os italianos, que fazem um amplo uso do verbo “essere” (ser) exatamente com a conotação do verbo “estar”.

Algumas particularidades do verbo ESTAR [do lat. stare]:

eu estou
tu estás
você está
ele/ela está
nós estamos
vocês estão
eles/elas estão

Verbo predicativo

a) Ser em um dado momento; achar-se (em certa condição):

Hoje o tempo está nublado/quente/frio.

b) Achar-se, encontrar-se em um certo estado ou condição:

A criança está doente/com febre/gripada.

c) Manter-se, ficar (em certa posição):

Os meninos estavam sentados/em pé.

d) Ficar, permanecer, conservar-se:

A polícia militar esteve de plantão toda a noite/por três semanas.

e) Vestir, trajar:

Ontem na festa, Ana estava com um vestido vermelho lindo!

f) Achar-se em circunstância transitória:

Meu marido está desempregado.

g) Ter atingido um determinado momento ou estado:

Carla está em um momento muito positivo da sua vida;

Minha filha já está em idade de casar.

h) Dedicar-se, envolver-se durante certo tempo;

Esteve meses a fio dedicado aos estudos para ingressar no colégio militar.

i) Estado de ânimo

Estou feliz/triste/cansado(a).

 Verbo transitivo circunstancial

a) Achar-se, encontrar-se em um dado lugar ou momento:

Ano passado esteve na Itália por dois meses; Carla está nos EUA; Valéria e o marido estão na França. 

b) Seguir uma profissão:

Qual a profissão de sua filha? Está no exército/na marinha/nas forças armadas.

c) Comparecer, presenciar:

Semana passada esteve na solenidade de abertura do ano letivo.

d) Ficar, esperar:

Esteja aí um momento, que eu vou chamar a patroa.

e) Haver, existir:

Bati à porta várias vezes, mas acho que ninguém estava em casa.

f) Ter disposição:

Hoje não estou para muita conversa.

Até logo e bons estudos!

Publicado por Claudia Lopes

Mi chiamo Cláudia Valéria Lopes sono nata a Rio de Janeiro, Brasile. Nel 2001 mi laureai in Lingue Straniere (portoghese e italiano) presso l’UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Sono traduttrice e insegnante di portoghese e italiano. Ho vissuto in Italia per sette anni, periodo in cui ho potuto approfondire le mie conoscenze della lingua italiana e dare continuità ai miei studi. Ho lavorato per due anni come lettrice di lingua portoghese (norma brasiliana ed europea) presso l’Università degli Studi di Bari. Dal 2009 vivo a Zurigo, dove lavoro come traduttrice e insegnante di lingua portoghese e italiana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: