Alguns usos do advérbio “já”

Olá, pessoal! No nosso post de hoje, iremos estudar alguns usos do advérbio “já“. Logo, peço que prestem atenção em cada exemplo, pois somente assim será possível entender, de uma vez por todas, como e quando usá-lo. Para facilitar a compreensão, os exemplos foram traduzidos em italiano. Para as próximas vezes, faremos a tradução em outras línguas O advérbio “já” é usado em situações no presente, passado ou futuro,Continuar lendo “Alguns usos do advérbio “já””

Alcune parole ai lettori italiani

Ciao tutti! Forse alcuni di voi già mi conoscono, mi chiamo Claudia Lopes e sono l’ideatrice e amministratrice di questa pagina. Il blog sul quale leggete i post si chiama Claulopes – Idiomi e traduzioni. Inizialmente, ho creato la pagina Facebook dedicata all’insegnamento del portoghese brasiliano agli italiani, intitolata, appunto, “Portoghese brasiliano per italiani”. Poi,Continuar lendo “Alcune parole ai lettori italiani”

Momento poético – Florbela Espanca

(créditos da imagem – Conti outra) Olá, pessoal! O nosso post de hoje é um pouco diferente do habitual, pois não falaremos de gramática, mas, sim, de poesia. Escolhemos uma das mais expressivas poetisas portuguesas do século passado chamada Florbela Espanca (Vila Viçosa, 8 de dezembro de 1894 – Matosinhos, 8 de dezembro de 1930),Continuar lendo “Momento poético – Florbela Espanca”

O verbo “estar”

Olá, pessoal! O nosso post de hoje trata exclusivamente do verbo ESTAR. Há algum tempo, publiquei um post sobre o verbo SER. Na língua portuguesa -diferentemente de outras línguas neolatinas ou pertencentes a outras famílias linguísticas – existe uma diferença muito significativa entre os verbos ser e estar. Não foram poucas as vezes que os meus alunos tiveram dificuldade para entenderContinuar lendo “O verbo “estar””

“Aonde” e “onde”: qual é a forma correta?

(créditos da imagem – Tiras para livros didáticos) Olá pessoal! O nosso post de hoje traz uma dúvida muito comum até mesmo para muitos falantes de língua portuguesa: aonde ou onde, qual seria a forma correta? As duas estão corretas, errado é quando usamos uma no lugar da outra. Vamos tentar entender? a) aonde (adv.) –Continuar lendo ““Aonde” e “onde”: qual é a forma correta?”

Música Brasileira – Engenheiros do Hawaii

(crediti immagine – Web) Olá, pessoal! Hoje trago para vocês uma canção que curti muito na minha adolescência (há muito tempo!), se chama Pra ser sincero, na época cantada por uma banda, de Porto alegre, conhecida como Engenheiros do Hawaii, formada por Humberto Gessinger (vocal e guitarra), Carlos Stein (guitarra), Marcelo Pitz (baixo) e Carlos Maltz (bateria). A banda alçou uma grande popularidadeContinuar lendo “Música Brasileira – Engenheiros do Hawaii”

RESTO (italiano) – RESTO (português): tradução perfeita?

Olá pessoal! Quem estuda uma língua estrangeira sabe que nem sempre é fácil encontrar traduções perfeitas ou literais para certos termos, frases e conceitos, não é mesmo? E é aí que temos que pesquisar nos dicionários, na Internet, a nossa memória e, por que não, deixar fluir o sentimento que temos em relação à nossaContinuar lendo “RESTO (italiano) – RESTO (português): tradução perfeita?”

Casa da mãe Joana

Ciao a tutti! Avete mai sentito l’espressione “casa da mãe Joana“? Se studiate la lingua portoghese ormai da qualche tempo, l’avete sentita sicuramente. È un posto dove tutto è permesso, dove prevalgono il disordine e il baccano. Chi ha il portoghese come lingua materna chissà quante volte è stato rimproverato dalla mamma in questo modo: “EstáContinuar lendo “Casa da mãe Joana”

Pagar o pato

Ciao a tutti! Avete mai sentito l’espressione “pagar o pato“? In italiano corrisponde alle seguenti locuzioni: farne le spese, andarci di mezzo, essere il capro espiatorio, risentirne. L’origine è molto curiosa che rimonta al medioevo italiano. In un racconto di Giovanni Bracciolini (Terranuova, 11 febbraio 1380 – Firenze, 30 ottobre 1459), un contadino vende unaContinuar lendo “Pagar o pato”

Tirar o cavalinho (cavalo) da chuva

È un’espressione tuttora molto usata  in Brasile e in Portogallo che significa “desistere dal fare qualcosa”. La spiegazione rimonta ai vecchi tempi, in cui il cavallo era il principale mezzo di trasporto. Di solito, quando si andava a fare visita a un amico, e non si aveva intenzione di trattenersi a lungo, si lasciava l’animaleContinuar lendo “Tirar o cavalinho (cavalo) da chuva”